Objetivos

Os critérios centrais do programa de avaliação institucional da Escola Superior Dom Helder Câmara estão referidos à relevância do desenvolvimento institucional e serviço prestado a sociedade; às necessidades do desenvolvimento científico, tecnológico, cultural e econômico da sua região de abrangência; à capacidade de produção do sistema universitário brasileiro como um todo; à sua especificidade da Escola no ensino superior, voltado para a formação profissional e do cidadão aos princípios e diretrizes que regem o seu projeto político-pedagógico institucional, listados a seguir:

  • a promoção e defesa da cidadania e dos direitos humanos conforme os princípios norteadores da Fundação que lhe deu origem.
  • a necessidade da formação de um indivíduo com o perfil profissional reflexivo, consciente de seu papel social, voltado para as necessidades da sociedade e compromissado com os movimentos sociais é uma exigência da hipercomplexidade social que alguns denominam pós-modernidade; e
  • formar profissionais que atuem na construção permanente da cidadania e implementação da democracia como processo de inclusão fundada nos direitos humanos e na preservação e proteção do Estado Democrático de Direito.

Tendo como princípios a defesa da cidadania e da sustentabilidade socioambiental e dos direitos humanos como referenciais de nossa proposta de política didático-pedagógica a atuação da Escola Superior Dom Helder Câmara compreende primordialmente na formação de profissionais atuantes nas áreas das Ciências Humanas, Políticas e Sociais. Não exclui, contudo, a formação inter e transdisciplinar essenciais para a formação do perfil do profissional desejado e exigido pela complexidade da sociedade hodierna. A inter e transdisciplinaridade é parte integrante de nossa proposta pedagógica, uma vez que a operacionalização do saber só se constrói em contato com outros saberes, de outros sistemas sociais e da sociedade como um todo.

A política didático-pedagógica de formação profissional da Escola Superior Dom Helder Câmara é nosso marco diferencial e explicita tanto a particularidade de nosso curso quanto sua necessidade e relevância social. A proposta de formação de um profissional melhor capacitado para a atuação em entidades e organismos que interferem nos rumos e na construção da sociedade exige um projeto didático-pedagógico inovador. Um projeto que incentive e possibilite a participação efetiva do aluno no processo sociopolítico, tornando-o agente na construção do Estado democrático.

Dessa forma, o projeto didático-pedagógico da Escola Superior Dom Helder Câmara está em permanente construção, o que exige avaliação constante do processo de aprendizagem. Este processo deve ser fruto das relações que se estabelecerão entre sua coordenação, seu corpo docente e discente e a sociedade.

Algumas diretrizes básicas adotadas pela Escola Superior Dom Helder Câmara contribuem para a efetivação desses objetivos. Ressalte-se:

  1. Adoção de grade curricular flexível para seu curso de forma a romper com a concepção de educação como sistema de fornecimento do maior contingente possível de informações – modelo este que não capacita o aluno a participar da construção social em constante mutação e tampouco a desenvolver um raciocínio reflexivo adequado aos desafios do mundo.
  2. valoração de disciplinas das áreas de ciências humanas, políticas e sociais de forma integrada com o intuito de propiciar uma formação ampla e humanística de forma autônoma e criativa, coadunando com os princípios da Fundação Movimento Direito e Cidadania;
  3. ênfase na inter e transdisciplinaridade buscando formar profissionais com capacidade de análise e articulação de conceitos e interpretação crítica das disciplinas ofertadas fomentando a habilidade do trabalho em equipe, da aprendizagem autônoma e dinâmica, além da qualificação para a vida, para o trabalho e para o desenvolvimento da cidadania;
  4. ênfase na interação entre ensino, pesquisa e extensão proporcionando um efetivo envolvimento entre o corpo docente e discente através de programas próprios e interdisciplinares e em conjunto com os núcleos de pesquisa visando a reconstrução continuada da cidadania e da democracia enquanto conceitos abertos.

Neste processo, a orientação pautada nos valores éticos, nos Direitos Humanos, na Cidadania e na solidariedade permitirá que se formem profissionais de excelência que possam fazer face aos grandes desafios sociais do mundo contemporâneo.

As características fundamentais da avaliação proposta pelo SINAES são: a avaliação institucional como centro do processo avaliativo; a integração de diversos instrumentos com base em uma concepção global e no respeito à identidade e à diversidade institucionais. Tais características possibilitam levar em conta a realidade e a missão de cada IES, ressalvando o que há de comum e universal na Educação Superior e as especificidades das áreas de conhecimento.

O novo sistema de avaliação, SINAES, abrange todas as instituições de educação superior em processo permanente: sua finalidade é construtiva e formativa. Amplia o campo de avaliação quanto à temática, ao universo institucional, aos agentes e aos objetivos. Por ser permanente e envolver toda a comunidade, cria e desenvolve a cultura de avaliação nas IES e no sistema de educação superior. Os agentes da comunidade acadêmica de educação superior, ao participarem do processo como sujeitos da avaliação, passam a ficar comprometidos com as transformações e mudanças no patamar da excelência. Finalmente, o SINAES está ancorado em uma concepção de avaliação comprometida com a melhoria da qualidade e da relevância das atividades de cada uma e do conjunto das instituições educacionais.

1.1 Objetivos

  • Subsidiar o processo de planejamento e desenvolvimento institucional.
  • impulsionar um processo de autocrítica da Instituição, tendo em vista a garantia da qualidade de sua ação em sintonia com os seus próprios objetivos e a prestação de contas à sociedade;
  • conhecer os processos educativos e pedagógicos que ocorrem no interior da instituição e que envolvem o ensino, a pesquisa e a extensão;
  • permitir adequações no projeto pedagógico da Instituição, nas ações por ela desenvolvidas, no intuito de (re)estabelecer compromissos com a sociedade;
  • repensar objetivos, modos de atuação e resultados a fim de afinar a sintonia da Instituição com o momento histórico;
  • estudar, propor e implementar mudanças na prática acadêmica e na gestão da Instituição, para a formulação de projetos pedagógicos e institucionais socialmente legitimados e relevantes.

1.2 Objetivos específicos:

  • Construir democraticamente uma metodologia adequada à avaliação das dimensões de gestão, ensino, pesquisa e extensão para a Escola Superior Dom Helder Câmara;
  • Implantar e implementar um processo participativo, contínuo e sistemático de avaliação, estimulando a autoavaliação e a avaliação externa como práticas institucionalizadas; oportunizar o conhecimento e a reflexão sobre os juízos e percepções da comunidade externa a respeito dos modos de atuação e dos resultados das atividades da instituição; construir uma base de informações fidedignas e comparáveis, de modo a proporcionar à sociedade em geral, informações confiáveis e evidências adequadas da efetividade do desempenho institucional.